Visitante Ilustre

09:50 Luciana Alcântara 9 Comments

Essa redação está muito abandonada. Praticamente só o Amigão dá as caras. Felipe e Kátia sumiram e eu... Bem, eu venho de vez em quando. Daí resolvi arrumar essa bagunça e pôr ordem no terreiro. Ah, mas isso é assunto pro próximo post, por que hoje o espaço é da Susanna do Palavras Intimistas. Ela marca o retorno dos convidados de domingo e peço à todos que a recebam com todo carinho. Depois eu volto pra contar os bastidores da Redação. Bom Domingo à todos, Beijo e Fui...


Quando a Nana me convidou para escrever aqui, fiquei toda lisonjeada, ou melhor, me sentindo mesmo... mas depois veio a grande dúvida: "o que escrever?" Ela disse que era um texto informal, comum, tipo no sofá do Amigão, entende? "Hum... então vai ser mais fácil do que eu pensava!" - pensei.
Mas quem disse que foi fácil?! Foi mais difícil do que eu podia imaginar. Me debati tanto procurando algum texto interessante, e quem disse que eu achei?!! Mas, como eu me comprometi a escrever, então não poderia deixar ninguém na mão. E a responsabilidade maior foi porque a Nana havia me dito que nunca mais um convidado aportou por aqui... agora pense na minha agonia!! Foram folhas e mais folhas rasgadas, rabiscos, textos inacabados no meu computador... uma confusão daquelas!!


Eu quase falei com a Nana para deixar essa participação para outro dia, porque eu não sei escrever sobre pressão... mas eu pensei: "compromisso é compromisso, e tu deixa de ser besta e escreve logo alguma coisa ai, ou então pega um texto antigo e pronto!!" Tá!! E lá fui eu... já que não saía nada de maneira alguma, eu fui até meus arquivos e peguei um textinho que escrevi em 1998, e pensei: "é esse!!"


Não ia andiantar eu enfeitar ou escrever alguma coisa que não segue a minha linha de raciocínio... Então eu fui buscar o que eu gosto de escrever, quis publicar nessa coluna o que realmente é a minha cara. Em certos momentos eu me acho irrelevante, mas o que eu eu gosto mesmo de escrever são contos, crônicas, palavras intimistas, alguma coisa que traduza emoção ou sentimentalidades. Por isso que não ia adiantar eu enfeitar, ou falar algumas irrelevências porque não ia fazer sentido, o que eu talvez eu pudesse conseguir era deixar o texto completamente sem graça.


Esse ai é o texto que escolhi para postar aqui hoje... ele é simples, pequeno, com palavras ingênuas, mas que realmente descreve o que sintir quando recebi o convite para está nesse blog hoje. Os meus amigos blogueiros, realmente, me deixam muito feliz, e hoje percebo que as palavras que me confundiam há dez anos atrás encontrou o seu verdadeiro sentido.


Alegria e Felicidade

Felicidade é olhar a vida com outros olhos, ou seja, com olhos de amor, amizade, carinho e principalmente alegria. É sonhar com dias melhores e com momentos de prazer, é amar os outros sem pedir nada em troca, mas acima de tudo é nos amar incondicionalmente. A felicidade resume-se nisso: está perto das pessoas que amamos e que nos compreende, está ao lado de amigos que nos elevam, viver de bem com a vida e principalmente amar. Alegria quer dizer contentamento, sucesso, satisfação e felicidade... por isso quem tem felicidade tem alegria, elas andam sempre juntas e com todo esses sentimentos encontramos o sucesso e muita satisfação. Os amigos, a família fazem parte desse conjunto de alegrias, pois ninguém consegue ser feliz sozinho isso porque a solidão nos embriaga... Então, se temos amigos, família, amor e carinho por que vivemos tristes? A felicidade e a alegria estão ao seu lado esperando apenas uma oportunidade de segurar na sua mão e seguir juntos para encontrar o arco-íris.



Bom, acho que é isso. Eu simplesmente estou radiante de ter sido convidada para escrever algumas palavras no Notícias Irrelevantes, espero que tenham gostado e quem sabe apareço por aqui outro dia com algum outros textos?!! Obrigada pelo convite e até a próxima!!"

9 comentários:

  1. Nossa!!! E não é que esse texto ficou bom?!! (rs... pretenciosa!!)
    Mas eu só vou retificar uma coisinha aqui, uma frase que ficou com umas palavrinhas repetidas:

    "...o que EU talvez EU pudesse conseguir era deixar o texto completamente sem graça..." (erro)

    Frase correta:
    "o que talvez Eu pudesse conseguir era deixar o texto completamente sem graça..."

    Bom, mas espero que gostem e perdoem os erros.... rs....
    Beijoooos e bom Domingo!!

    ResponderExcluir
  2. O texto ficou ótimo,eu não conseguia ler direito por que fiquei o tempo todo olhando sua foto.Você é linda.Mas o texto ficou bem legal mesmo, qual era o assunto mesmo?

    Beijão Su, que legal ter você por aqui. Beijos Nana.

    ResponderExcluir
  3. Ai ai Amigão...
    Tô linda mesmo, né?!! hahaha (convencida..rs) E vc acredita q ta todo mundo perguntando se eu to loira nessa ftoo!! Aff... MAs tá legal!!!

    Bom o texto é sobre alegria, felicidade, amigos... uma mistura de sentimentos que vira felicidade qndo encontramos amigos especiais!!!

    BEijooos e bom Domingo!!

    ResponderExcluir
  4. Uau!
    Susanna... grande participação, hein?
    Muito bom!

    ei, Nana, quero saber os bastidores da redação aí!

    abçs e, passa no meu blog para pegar o selinho que eu ofereci ao "NI"..

    abçs


    Lucas de Oliveira

    ResponderExcluir
  5. Ô Su, que texto bonito.
    Obrigado pela visita.
    As portas estarão sempre abertas pra vc aqui. ;]
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Eu demorei mas cheguei.
    E também fiquei muito nervosa quando a Naninha me convidou pra escrever aqui, aliás, fico nervosa pra escrever em qualquer lugar onde me convidam, acho que é muita responsabilidade, sei lá... Mas ao mesmo tempo fico muito feliz com todos os convites. É um paradoxo se sentimentos que no final traduzem uma coisa só - a amizade.
    Assim como o seu texto definiu tão bem, Sú!

    Beijão procêis!

    ResponderExcluir
  7. A Sú está esálhando a qualidade e o brilho dos textos dela pela blogosfera...

    Grande convidada e um texto excelente!

    Parabésn pela texto Sú!

    E parabéns a Nana (que eu não sei quem é) pela iniciativa!

    ResponderExcluir
  8. Adorei a descomplicação das coisas... a introdução foi maior que o txto, mas as profundidades do texto são simplesmnete universalmente poderosas... realmente amizades, felicidades...
    Sou um fã do Amigão, e isto me trouxe às irrelevantes notícias e te achei...
    Acho que vou visitar o "Palavras intimistas"
    Xero a todos

    ResponderExcluir
  9. Ah, Su, eu gostei muito de tudo! O texto ficou despretensioso e por isso muito bom! É como estamos falando (nesse momento), quando escrevemos assim, de supetão, sem pretensões, sempre alcançamos o objetivo, né?

    "Então, se temos amigos, família, amor e carinho por que vivemos tristes?"
    O grande mistério da natureza...

    beijos.

    ResponderExcluir